presente

Amar os próprios defeitos deve ser o fruto mais alto da árvore da sabedoria.
O mais distante e também o mais saboroso.

 

(Clara Cruz)

 

← Ver outros poemas