entendo os riscos e quero continuar

vem cá meu bem,
que hoje é sexta-feira,
chega de agradar aos relógios,
vamos procrastinar.

só por hoje vamos dormir com a roupa do corpo,
não arrumar a cama,
dormir no sofá.
só por hoje não vamos pensar no amanhã.

planejar demais é sofrer, amor,
sabe-se lá se o sol vai nascer,
e a lua,
a lua nos tem.

cansa brincar de ser Deus, amor,
a vida precisa de um pouco de inconsequência,
de um pouco de adolescência,
para ter sabor.

a vida precisa, a gente precisa!
de quando em quando

ser aquele bichinho
que morre após ferroar,
ou aquele outro,
que morre
ao acasalar.

para que viver se eu não for uma flecha
que expira ao atingir seu alvo, amor?,
e o alvo és tu.

(Clara Cruz)