eros

No futuro vamos ter olhos maiores, diz minha irmã.
Talvez grandes como os teus, querido.

Teus olhos vítreos penetram-me, misteriosos,
sem erotismo e cheios
de aguda curiosidade.

Teus olhos felinos farejam
afeto, abandono
e incitam-me à poesia.

 

(Clara Cruz)

← Ver outros poemas