a travessia

O quanto eu te amei,
não há números para medir;
o quanto te amarei,
não há palavras para exprimir.

Cada vez que você disse
que ia partir, mas não partiu,
construiu este momento
em que você foi
e ninguém viu.

 

(Clara Cruz)

← Ver outros poemas