pastora da alma

Mãe do céu, que bom seria
me desreprimir todinha!
E deixar que os pensamentos
corram livres pelos bosques
uns levíssimos cabritos
sem porteiras nem tranqueiras
para lhes atrapalhar
o bonito e leve salto…

Ah, e eu seria sua pastora!
Pensamentos,
meus cabritos,
deixem de me atormentar,
quero lhes pastorear…

 (Lá do céu me pastoreia
minha mãe)
Que bom seria!

(Clara Cruz)

 

← Ver outros poemas